FANDOM


Território Antártico Austral
ESATAAflag
Bandeira
Antarctic Map
Mapa
ESA-AAT
Localização
Administração Escócia Austral
Fuso Horário GMT + 12
Área Total 522 km²
População (2016) 285

O Território Antártico Austral é uma dependência ultramarina da Escócia Austral, situada a aproximadamente 2.700 km ao sul da capital, Quina. O território consiste em um arquipélago de 36 ilhas, cortado pelo paralelo 60° sul, com uma área total de 522 km². As duas maiores ilhas, Blueness e Marlinspike, são as únicas permanentemente habitadas. 

HistóriaEditar

As ilhas são conhecidas desde a metade do século XIX e constam em mapas da época, porém a localização afastada e o clima hostil desencorajaram qualquer tentativa de colonização. O território voltou a ser relevante na virada para o século XX, no contexto da exploração da Antártica e da reivindicação de territórios no continente por grandes potências e nações vizinhas. A Nova Zelândia, ainda parte do Império Britânico, recebeu do Reino Unido a administração de um território antártico, a Dependência de Ross, em 1923, cedendo controle total da região para os neozelandeses em 1931. 

Com o crescimento da colônia na Escócia Austral a partir do fim da Segunda Guerra, surgiram ideias de autonomia em relação ao Reino Unido e a Nova Zelândia que incluíam uma reivindicação por parte do território neozelandês na Antártida. Os austrais baseavam seu argumento no fato de que uma estreita faixa da Dependência de Ross era na verdade uma projeção perpendicular do território da Escócia Austral sobre a Antártica. Quando a Nova Zelândia começou a negociar o Tratado da Antártica no final dos anos 50, o impasse com os austrais passou a ser um entrave. A solução encontrada foi a cessão das ilhas de Blueness, Marlinspike e das demais 34 ilhas no raio de 200 km para a Escócia Austral, em troca da renúncia de qualquer outro território abaixo do paralelo 60° sul. A criação do Território Antártico Austral foi ratificada em 1958 pelo Tratado de Marlinspike. 

O território é habitado desde os anos 70, com o estabelecimento de estações de pesquisa, pequenas vilas de pescadores e uma pequena base militar, que serviria como ponto de apoio logístico do governo austral aos habitantes. Desde então, surgiu uma pequena economia pesqueira no norte do arquipélago e foi estabelecida uma área de proteção ambiental nas ilhas abaixo do paralelo 60.

GeografiaEditar

MtVoellering

Mt. Voellering

O arquipélago se localiza aproximadamente nas coordenadas 60°00′S 171°45′W, cortado pelo paralelo 60 sul que determina a área sob jurisdição do Tratado da Antártica. As ilhas de Blueness e Marlinspike, bem como os rochedos conhecidos como 16 de Windham, são as únicas que ficam acima do paralelo. As demais 18 ilhas e rochedos ao sul da linha não são habitadas.

O relevo é bastante acidentado, dada a proximidade do arquipélago com os limites das placas tectônicas do Pacífico e da Antártica. Terremotos e vulcanismo são comuns na região. O pico mais alto do Território Antártico é o Monte Voellering, com quase 900 metros de altitude. A costa é recortada por rocas e falésias ao norte de Blueness, com praias rochosas ao sul e em Marlinspike.

A temperatura média anual não ultrapassa 5°C. É o suficiente para que ocorra uma vegetação rasteira nas ilhas ao norte e um ecossistema funcional, repleto de pássaros e peixes de águas frias. As águas são habitadas por uma variedade excepcional de peixes, com destaque para os agulhões que se assemelham ao peixe-espada. A ave mais comum é o pufino austral, um pequeno pássaro que se alimenta de animais marinhos.

Economia e demografiaEditar

Blueness

Blueness no verão

A população fixa da dependência raramente ultrapassa 300 habitantes. A maioria é de pescadores e cientistas que vivem em Blueness ou Marlinspike durante o verão para a temporada de pesca e retornam no meio do ano. Ainda assim, é o suficiente para que sejam mantidos estabelecimentos permanentes nas duas cidades, responsáveis pelo abastecimento de suprimentos e combustíveis e também pela manutenção de pequenos navios e da infra-estrutura básica local. O serviço médico é prestado pela base militar em Blueness. Toda energia produzida no arquipélago é eólica, a única fonte viável em um local isolado, com pouca luz natural.

O maior assentamento é Blueness, que conta com 2/3 dos habitantes. É aqui que se localizam as bases de pesquisa científica e os alojamentos militares. Há uma pequena pista de pouso para aviões de pequeno porte. O vilarejo conta com uma taverna e um pequeno estádio de futebol, que funciona apenas nos meses mais quentes. Ao norte, Marlinspike concentra a maior parte da economia pesqueira local, sendo também um ponto procurado para eco-turismo.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória