FANDOM


Por volta de 1910 chegam as ilhas os primeiros ingleses com bolas de futebol que se tem notícia. Eles vieram com a promessa de uma nova vida, diferente da evoluída e aparentemente cara Inglaterra da época. Estas pessoas trouxeram sua cultura, suas tradições, que logo se misturaram com as das ilhas pertencentes a Polinásia Central. Um desses costumes era um jogo, que a maioria dos habitantes ali presentes nunca ouviu falar, e que se chamara futebol. Este jogo caiu nas graças dos nativos, que logo formaram equipes e começaram a praticar-lo. Porém somente jogos amigáveis entre eles não eram suficiente para sanar a fome de bola, e organizar campeonatos era uma coisa inimaginável para o povo. Entretanto existem registros de que a Oligarquia polinasiana já organizava alguns campeonatos, em todos os cantos das ilhas.

Em 1940 o futebol começou a cair de vez nas graças de todos os habitantes, nativos e estrangeiros, homens e mulheres, crianças e idosos, de todas as classes sociais. Logo então começaram a surgir equipes um pouco mais ‘profissionais’ que as de antigamente, e com isso surgiram também os tão sonhados campeonatos, como os tradicionais Regionais, que deslocavam um grande público por onde passava. 

Foram nesses Regionais que surgiu uma das maiores rivalidades do país: Chiton Lions (Chiton Bay) contra Spiders of Blens (Country Blens), que protagonizaram diversas finais e vários jogos eletrizantes. Surgiram também grandes nomes no cenário nacional, como James Cronin, Joseph Kahn, e James D. Watson, ou simplismente “The D”. “The D” é uma unanimidade na Polinásia, admirado pelo o que fez em campo, com uma carreira brilhante a frente do Unitarium, de Blens. Jogou entre os anos de 1954 até meados de 1977, pendurando as chuteiras com 40 anos de idade e 13 títulos no currículo. 

O esporte crescia cada vez mais, com times afiliando-se a antiga FFAPC (Federação de Futebol Amador da Polinásia Central), e com isso uma exigência de renovações. Os regionais já não atraíam o público como a alguns anos atrás, e via seus vizinhos, como Nova Zelândia e Austrália, com o futebol profissionalizado e dinâmico. Tendo em vista isto, em setembro de 1985, logo após o término dos últimos campeonatos regionais, foi convocada uma reunião para decisões sobre o futuro do futebol. Após horas, ficou decretado que a partir de janeiro de 1986 o esporte na Polinásia seria de cunho profissional. 

Durante seis meses a federação mudou totalmente, e passou a se chamar FFPC (Feederação de Futebol – Polinásia Central). Neste espaço de tempo a mesma recebeu poucos pedidos de filiação. Durante quatro anos o esporte no país voltou ao mesmo patamar dos primórdios, com os ingleses, em que o futebol se baseava apenas em “peladas” entre amigos e nada mais. Porém com a entrada de um novo presidente, em 1989, a federação e o futebol começaram a mudar. David Crane teve muita perseverança, jogo de cintura e coragem em apostar num projeto que todos já davam como falho, e conseguiu organizar um projeto audacioso. Logo apareceram várias equipes para filiarem-se a FFPC e se juntarem numa retomada do espírito futebolístico que estava até então estagnado. Em fevereiro de 1990, com 12 times inscritos, foi realizado o primeiro campeonato profissional da Polinásia, juntamente com uma copa que unia as equipes profissionais com as amadoras, a fim de estas equipes não-profissionais se afiliassem. O vencedor da primeira Alcenos Premier League foi Chiton Bay, e da Copa Timon Iskavik o Mirolons. Os nomes dos campeonatos foram mudando ao longo do tempo, porém o único que perdurou foi o nome da Copa, uma homenagem ao grande nome que este representa dentro do país. Em agosto do mesmo ano teve início a segunda divisão, em que saiu vitoriosa a equipe do Hocks. 

Com a grande explosão dos primeiros campeonatos, e a grande aceitação do público, cada vez mais equipes se filiaram a federação. Já no ano seguinte teve início a terceira divisão, com o Black Urigans saindo vencedor. Este boom futebolístico deve-se também ao apoio do governo federal, a imprensa polinasiana e as grandes estrelas do futebol das ilhas que levantaram a possibilidade destes campeonatos se profissionalizarem algum dia. Em 2009, a APolF (Associação Polinasiana de Futebol, nome atual) finalmente cede e filia-se a uma federação a nível mundial, que é a CONFUSA. Com isto o país já enviou atletas para a Copa do Mundo de Seleções, Campeonato Mundial de Clubes, além de competições continentais. 

Atualmente a APolF conta com mais de 90 times filiados. A maioria deles encaixados em alguma competição. A competições estão definidas, até este momento, da seguinte maneira:

Alcenos Premier League - Primeira divisão

Alcenos Secound League - Segunda divisão

Interection League One - Terceira divisão

Interection League Two - Quarta divisão

Timon Iskavik Cup - Copa, englobando todas as divisões.

Supper Cuppa - reúne o campeão da Premier League e o campeão da Timon Iskavik Cup.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória