FANDOM


Anarico FC

Anarico novo

Nome:  Anarico Futebol Clube

Localização:  Anarico, Comunidade de Anarico

Estádio:  Estádio Pedro Silveira Kamuhoa (38.000)

Apelidos: Os Libertadores, O time da muralha, Azul e Branco

Uniformes


ANA1
ANA3

Anarico Futebol Clube é um clube de futebol de Rapa Uro, localizado na cidade de Anarico (Comunidade de Anarico). Atualmente disputa a divisão principal do futebol masculino do país. É considerado um clube médio, e grande a nível regional.  

Fundação e primeiros anos Editar

Ainda que Anarico seja a segunda maior cidade do país, e há séculos um importante centro comercial e financeiro, o futebol demorou um pouco mais para chegar a cidade, muito apegada às suas tradições. Enquanto ligas de alto nível disputavam-se em Benta Kalela, Nui Menara, Esmeraldina e Witike/Witiki'inas já na primeira década do século passado, o futebol chegou a organizar-se em Anarico de maneira satisfatória apenas na segunda metade dos anos 1910. A vizinha e portuária Maisara'at já experimentava a modalidade em outro ritmo naquele momento.

A introdução é importante para entendermos porque uma cidade tão influente não possui um clube considerado "gigante" no país. Mesmo assim, O time da muralha tem bastante tradição. O Anarico FC foi fundado em 1920, com o intuito de disputar uma competição planejada para o ano seguinte, a Liga do Reino de Anarico. Adotou o portão da imponente Muralha de Anarico como figura central em seu escudo. A nova competição englobaria clubes não apenas da Comunidade de Anarico como também da de Buen Viaje de Anarico. Como principal representante da cidade no torneio, o Anarico fixou-se como uma de suas principais forças ao lado de Buen Viaje FC, Maisara'at, Covas Pindorama, Nacional e Atlético Buen Viaje.

O Anarico filiou-se à FERUFUTE no ano de 1926, quando os clubes da Liga do Reino de Anarico decdiriam extinguir a competição para juntar-se à Liga Nacional. Como obteve a 4ª colocação na edição final de sua liga regional, foi alocado na Segunda Divisão da Liga Nacional de 1927.

História nas competições FERUFUTE Editar

1927-1941 Editar

Logo na primeira edição da Liga Nacional em 1927, o Anarico sagrou-se vice-campeão, ficando apenas atrás do Bom Jesus e conquistando o acesso. Inicia-se uma sequência de sete participações consecutivas na elite, com o Time da Muralha ocupando a metade inferior da classificação de um modo geral. Sua melhor participação veio em 1928 com o 8º lugar, mas em 1934 o 18º lugar acarretou rebaixamento. Em 1936 o Anarico FC conquista seu primeiro título nacional, o da Segunda Divisão, mas volta a ser despromovido na temporada seguinte. Em 1938 o Anarico é bicampeão da Segundona, dessa vez mantendo-se por três anos na elite. Em 1939 os Azuis repetem o 8º lugar de 1928, mas acabam despromovidos em 1942.

1942-1952 Editar

A década de 1940 não foi muito boa para o Anarico, que conseguiu disputar a Primeira Divisão apenas nos três últimos anos. Com a Segunda Divisão passando a promover quartro equipes, o time bate na trave e fica em 5º em 1943, falhando em retornar imediatamente à elite. Após quatro participações frustrantes de meio de tabela, os Azuis reconquistaram a promoção em 1947, ao ficar com o 3º lugar. No retorno à elite, a equipe se vê numa feroz disputa contra o rebaixamento, tendo seu maior rival Maisara'at como adversário direto. A 16ª colocação garantiu a permanência, mas o fim da década seria mais uma vez frustrante para os torcedores. Em 1950 o clube ficou com a última colocação da Primeira Divisão, e após garantir retorno no ano seguinte, voltou a segurar a lanterna em 1952.

1953-1962 Editar

Durante a segunda metade da década de 1950 e o início dos anos 1960 o Anarico continuou batalhando para estabelecer-se na elite. No início desse período, dois acessos perdidos em 53 e 54 e o arrasador tri-campeonato da Segunda Divisão em 1955. Em nova oportunidade na elite, o Anarico emendou seis participações consecutivas, seu segundo melhor registro até então. Obteve como melhor resultado um 9º lugar em 1960, única vez onde ficou na metade de cima da classificação. No entanto, o principal episódio do período se deu em 1957, com o clube chegando pela primeira vez à final da Copa Rapa Uro e vendendo caro o título para o gigante Kaleli Gatasitasi, prenunciando os bons tempos que viriam a seguir. Em 1961 o clube voltou a amargar o rebaixamento quando ficou com o 17º lugar, mas o retorno imediato à elite após vice campeonato da Segundona de 1962 inaugurou a etapa dourada do clube.

Anos Dourados (1963-1978) Editar

Até a década de 1960 o Anarico era um time mais conhecido pela cidade que defendia do que pelo seu futebol em si. É verdade que era normal ver o Time da Muralha na elite, mas a entidade acabou sendo sempre coadjuvante, limitando suas glórias a algumas vitórias sobre os gigantes do país. O Anarico esteve initerruptamente na Primeira Divisão entre 1963 e 1978, atingindo a maior sequência de sua história elite e se firmando como um tradicional clube do futebol nacional. Neste período o Anarico obteve também alguns de seus melhores resultados.

Após ficar em 13º lugar tanto em 1963 como em 1964, o ano de 1965 foi memorável para os Azuis. O Anarico foi espetacular, apresentando um futebol ofensivo e sob o apoio cada vez mais apaixonado de seus fãs que fez do estádio da equipe uma veradeira fortaleza. Conquistou o 3º lugar na fase de pontos corridos, qualificando-se pela primeira vez para o mata-mata da Liga. Nas quartas, o Time da Muralha teve pela frente o poderoso Kaleli Gatasitasi. Após perder a ida por 3-2 em Benta Kalela, os Azuis se vingaram da final da Copa de 1957 obtendo um arrasador 3-0 e avançando para as semifinais. Na fase seguinte, mais um gigante como adversário, a Estação, que tinha a vantagem de jogar por resultados iguais. Mas o Anarico não se intimidou e fez muito bem o dever de casa vencendo a ida por 3-1. Na volta, aproveitou os contra-ataques e venceu na casa do rival por 2-1, chegando pela primeira vez à final de uma Liga Nacional. Esperava-se um confronto equilibrado contra o Ulili Aleto, mas a derrota por 0-5 no jogo de ida praticamente inviabilizou as possbilidades de título, o que se confirmou após 0-0 em Anarico. Mesmo assim, a campanha foi muitíssimo comemorada na parte leste ilha de Rapa Uro.

O Anarico manteve a boa performance em 1966 e 1967, ficando respectivamente na 7ª e na 10ª colocação, mas acabou não chegando ao mata-mata nestes anos. Voltaria a acontecer em 1968, quando a mesma geração de 1965 parecia chegar ao seu auge com mais experiência no currículum. O clube ficou em 4º lugar na fase de pontos corridos e mais uma vez teve de defrontar-se com o Kaleli Gatasitasi nas quartas de final. Após empate sem gols em Benta Kalela, um antológico 3-3 no Pedro Kamuhoa garantiu a classificação por melhor campanha. Nas semifinais, o Anarico derrotou o poderoso Atlético Menara. Após golear o adversário por 4-1 na ida, chegou a estar perdendo por 0-3 na casa dos rivais, mas um gol perto do fim sacramentou a classificação para os Azuis e a passagem para a segunda decisão de liga. Dessa vez, o Time da Muralha entrou mais concentrado e após uma partida emocionante venceu a ida por 3-2 contra a Estação. Mas a derrota por 0-1 no jogo de volta garantiu o título ao adversário por melhor campanha, partindo os corações dos torcedores anarikis.

Mordido, o clube entrou na temporada de 1969 como um dos favoritos ao título e não decepcionou na fase de pontos corridos, obtendo o 2º lugar, melhor classificação de sua história nesta fase até então, e garantindo-se diretamente nas semifinais. Pela terceira vez, o adversário foi o Gatasitasi, mas nessa ocasião não deu para os Azuis. A eliminação veio em casa, com um empate por 0-0 após derrota por 2-4 na ida. Seria a última partida de mata-mata na liga disputada no Pedro Kamuhoa.

O ano seguinte seria o último onde jogadores daquela talentosa geração dos 1960 teriam para brilhar, mas o Anarico não se encontrou na Liga. Após um início desastroso, o clube se viu obrigado a lutar contra o rebaixamento que seria evitado por uma margem de apenas 3 pontos, novamente sobre o rival Maisara'at. Mas a história faria justiça com esse grande esquadrão. Enquanto sofria na Liga, avançou aos trancos e barrancos na Copa Rapa Uro, até eliminar o Industrial e garantir-se na decisão. Pela primeira vez no Estádio Nacional para decidir um título, o Anarico encarou o Ulili Aleto e obteve sua vingança por 1965. Vitória por 3-1, sacramentando uma grande conquis nacional que até hoje é a maior de sua história.

A partir daí, a geração dourada se envelheceu e seus sucessores tiveram que lutar para sobreviver na Primeira Divisão. O Anarico ainda faria oito participações seguidas na elite, um número expressivo, mas apenas em uma delas ficou na metade superior da classificação, quando obteve o 10º lugar em 1975. Em 1977, com um ponto a menos que Witiki'inas e Bairro dos Brinquedos, o clube acabou rebaixado, dando fim a seu conto de fadas.

A decadência (1979-2005) Editar

Após a farra veio a ressaca. Entre 1979 e 2005 o Anarico esteve na Primeira Divisão uma única vez, em 1985. Pior de tudo, o Time da Muralha conheceu a Terceira Divisão nacional. Torcedores falam em "Gerações Perdidas" durante este período. Foi o tempo em que jovens adotavam o Anarico como uma segunda camisa para torcer, tornando também fãs de algum dos gigantes do país, o que acabou gerando um inevitável afastamento dos estádios.

Após sua impressionante sequência na elite, o Anarico não foi bem na Segundona, ficando em 7º e 12º lugar no retorno. O pior viria em 1981 com um vexatório 19º lugar, que acarretou em rebaixamento para a Terceira Divisão e ondas de protestos ao longo de todo o ano pela cidade. Na sua estreia no terceiro escalão, o Anarico penou e só garantiu o retorno com um 4º lugar graças ao melhor saldo de gols em relação à Esportiva Manusama. A campanha não foi comemorada pela torcida. Em 1984 as coisas pareciam voltar ao rumo, quando o clube obteve um sofrido acesso à elite, mas no ano seguinte veio o igualmente apertado rebaixamento. Naquele momento, nem o mais pessimista dos torcedores poderia imaginar o afastamento de 21 anos da nata do futebol nacional.

Após seis campanhas medíocres na segundona, os Azuis voltaram a ser rebaixados para a Terceira em 1992, fazendo com que a sede social fosse destruída por torcedores ao fim da temporada. No ano seguinte o Anarico garantiu seu retorno ao segundo degrau com um 3º lugar na Terceirona.

Entre 1995 e 2005 o Anarico esteve initerruptamente na Segunda Divisão, de um modo geral permanecendo no meio da tabela. Em 1994 e 1995 o time esteve perto de cair mas se manteve. Em 2001 e 2003 sonhou com o acesso mas não o obteve. Durante estes anos, desenvolveu-se a rivalidade com o Anarico-História Japonesa, que começava a emergir como uma potência regional.

A temporada de 2005 foi de catarse para a cidade. Seis clubes seriam promovidos para a a futura Mamalu Vaega, que anunciou o retorno periódico ao número de 20 clubes na elite (no início dos anos 2000 eram apenas 14). Tanto o Anarico quanto o Anarico-HJ investiram pesado no retorno para chegar à elite e pareciam mais parceiros que rivais nesta empreitada. Ao fim da penúltima rodada ambos garantiram o acesso, fazendo com que a cidade entrasse em polvorosa. Além de ter clubes na elite pela primeira vez desde 1985, a metrópole Anarico nunca tinha tido dois de uma vez só na ponta da pirâmide do futebol nacional.

Ressurgimento (2006-2016) Editar

O Anarico voltou à elite em um bom momento, pois apesar de seis clubes terem sido promovidos em 2005, apenas dois acabariam rebaixados em 2006. O retorno foi tão comemorado que a torcida do Anarico esgotou ingressos em todas as 17 partidas do clube como mandante. O resultado veio em campo, 14º lugar e manutenção na Mamalu Vaega.

A partir daí, o clube deu um grande salto adiante. Em 2007 foi implacável dentro de seus domínios e obteve o 10º lugar. Desde 1975 não ficava na metade superior da classificação de uma Primeira Divisão. Em 2008, montou um forte elenco, mas não teve boa campanha e acabou ficando numa perigosa 16ª colocação. Em 2009, voltou aos eixos e angariou um belo 8º lugar.

A temporada de 2010 foi inesquecível. Ofensivo e taticamente aplicado, o clube chegou a sonhar com o título, mas acabou ficando para trás e obtendo a 4ª colocação. A glória veio na Copa do Reino. Após eliminar o rival Buen Viaje nas semifinais, uma final maluca de sete gols no primeiro tempo garantiu o primeiro título do Muralha na competição, batendo o Estrela Manusama por 4-3. Foi a segunda conquista de elite da história do clube. Em 2012 o Anarico novamente foi convincente na liga e ficou com a 6ª colocação.

Nas últimas temporadas, manteve-se como uma força de meio de tabela. Chegou a ensaiar grandes campanhas como em 2015, mas acabou sendo pecando pela irregularidade. Também em 2015 a equipe foi à final da Copa Rapa Uro mas caiu por 0-2 contra o Bairro dos Brinquedos. A atual sequência de doze participações seguidas na elite já é a segunda maior da história.

Rivalidades e Torcida Editar

O grosso dos torcedores do Anarico está na Comunidade de Anarico. Na capital, o clube possui a maior torcida. Há ainda uma quantidade razoável de fãs no interior da comunidade de Buen Viaje.

Historicamente, o maior rival do Anarico é o Maisara'at EC. A rixa entre as duas cidades é histórica e data de séculos antes da própria existência do futebol em Rapa Uro. O Time da Muralha tem leve desvantagem em confrontos diretos.

Atualmente, o maior rival do Anarico é o Anarico-História Japonesa. Até os anos 1980, o Azulão não tinha rivais na mesma cidade, mas a emergência de um lado vermelho aflorou este novo duelo. A rivalidade aumentou nos últimos anos, quando ambas as equipes se fixaram na elite nacional.

Outros rivais do Anarico são o Covas Pindorama e o Buen Viaje FC.

Títulos e Estatísticas Editar

Futebol Masculino Editar

Primeira Divisão-Mamalu Vaega/Divisão de Honra - Vice Campeão (1965,1968)

Copa Rapa Uro 1 - Campeão (1970)

Copa do Reino 1 - Campeão (2010)

Segunda Divisão/Avanoa Vaega 3 - Campeão (1936,1938,1955)

Participações na Primeira Divisão - 52

Melhor colocação na Primeira Divisão - 2º Lugar (1965,1968)

Colocação na Pontuação Histórica da Liga de Rapa Uro - 17º Lugar (2285 pts)

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória