FANDOM


ALBESCENT REPUBLIC
Bandeira de Albescentlands
Motto
Anthem
Location:
Mapa de Localização de Outside a Place e Albescentlands
Map:
Mapa de Outside a Place e Albescentlands
Capital (and largest city): Portmisty
Official language(s): None at federal level
National language(s): English
Vernacular language(s): Orni
Demonym: Albescent
Government: Presidential Republic
President:

Independence: From the Outside a Place Declared: 15 december 2012  Recognized: 1 january 2014

Area
Population (2014)
Density
HDI (2012): 0,779 (High)
Life expectancy: 73,4
Infant Mortality: 9/1000births
Literacy: 99,5%
Currency
Time Zone: UTC -4
Internet TLD: .alb

Terras Albescentes (Albescentlands ou simplesmente Albescent, em inglês), oficialmente República Albescente (Albescent Republic, em inglês) é um país insular localizado no Oceano Atlântico, próximo ao Mar do Caribe. A nação consiste em 11 ilhas de barlavento (Hyde, Fogarty, Florence, Brasthas, Dryden, Iris, Lycett, Drexel, Lilley, Barthelme e Hanrahan, além de várias ilhotas). O seu vizinho mais próximo é Outside a Place, ao norte. Portmisty é a capital e maior cidade do país, seguida por Capedawn, Hawthorne e Crystals, todas localizadas na Ilha de Hyde. Apesar do nome, a grande maioria da população de Albescentlands é negra. Albescentlands tornou-se um país independente em 2014, quando separou-se oficialmente de Outside a Place. 


HistóriaEditar

Uma cronologia dos eventos chaves

As primeiras evidências de ocupação do território outsider e albescent por culturas humanas remonta à 250 d.C., pela civilização Orni, cujos últimos vestígios encontrados datam de 1250. O surgimento e desaparecimento desta civilização ainda é um mistério tão grande quanto seus vestígios sugerirem uma ocupação de precisamente 1000 anos neste território.

Nada sabe-se a respeito de acontecimentos relevantes em Outside a Place e Albescentlands nos séculos XIV e XV. Em 1519, Esteban Gómez, Capitão de um dos navios da frota de Fernão de Magalhães, relatou avistar ao longe ilhas que poderiam pertencer ao território outsider e albescent. No ano seguinte, nova frota fez expedição ao local, mas não encontrou as ilhas. 

Em 1594, três navios da frota do Capitão inglês Richard Hawkins desapareceram no Mar do Caribe próximo às coordenadas que Gómez relatou as ilhas. A Coroa inglesa financiou sucessivas buscas aos navios, mas nada foi encontrado e algumas embarcações de busca também desapareceram. Durante os séculos XVI e XVII houve muitos relatos de navios desaparecidos nas proximidades das ilhas outsider e albescent. 

Em 1663, um grupo de piratas comandados pelo Capitão inglês William Bartholomew descobriu, em meio à uma borrasca, um grupo de ilhotas acortinadas por névoa esbranquiçada, que batizaram de "Albescentlands" (Terras Albescentes). Devido a rota à Albescentlands frequentemente desviar-se pelas correntes marítimas e vitimar os navios à frenesi das tormentas, Bartholomew batizou a localidade em que Albescentlands insere-se de "Outside a Place", um nome tão confuso quanto ele julgava essa localidade misteriosa, propositalmente vago para servir de código secreto para seu grupo pirata. Mas, além disso, Bartholomew sabia que Albescentlands era apenas a porta para o interior de um lugar maior e pouco explorado. "Albescentlands é o lugar que está do lado de fora de um outro lugar ainda mais terrível", escreveu em seu diário de bordo.

Por três anos, Bartholomew estudou obsessivamente o lugar chamado "Outside a Place", enquadrou-o num cinturão único de furacões e traçou diversos desvios por seus interiores. Em 1666, avançou com sua tripulação, atravessou Albescentlands e meteu-se Outside a Place adentro. Descobriu o arquipélago, que herdou o nome do lugar. Descobriu também ruínas da civilização Orni ao sul da ilha principal, onde fundou um assentamento pirata que batizou de "Yeovil" e adotou um ideograma Orni como símbolo do assentamento. Bartholomew utilizou Yeovil e outros pontos de Outside a Place como esconderijo e base de operações.

Em 1678, os piratas chocaram-se com uma pequena comunidade inglesa, que surgiu a partir dos primeiros naufrágios na ilha. Os náufragos prosperaram apropriando-se de uma ruína Orni a leste da ilha principal, houve tensão entre os grupos.

Em 1679, Bartholomew organizou violento ataque à comunidade inglesa, mas sofreu grave revés. Em 1680, uma violenta tormenta afundou toda frota de William Bartholomew nas profundezas outsiders. A notícia do acidente espalhou-se e expôs Outside a Place ao mundo.

Em 1686, os exploradores ingleses Cowley e Dampier, à serviço da Coroa Britânica, descobriram outra rota à Outside a Place, chegaram pelo norte, onde fundaram uma base naval. Em 1688, a Coroa inglesa enviou colonos para ocupar a ilha. Em 1691, uma tempestade tropical destruiu cerca de metade da safra de arroz dos colonos, em alguns lugares plantações inteiras foram exterminadas.

Em 1695, um furacão devastador varreu a ilha, destruiu edificações e matou cerca de 20 pessoas. Em 1700, outro furacão causou devastação generalizada instalando o caos no país. Em 1710, a Coroa britânica cessou os recursos à Outside a place deixando os colonos desamparados. Sob época de forte reprimenda dos fenômenos mais vorazes da natureza, foi estabelecido pacto de ajuda mútua entre colonos, descendentes dos náufragos e piratas que instalaram-se em Outside a Place. Apesar do caos, os grupos, unidos, prosperaram.

Em 1722, ao recusar-se a atacar um navio mercante francês, o Capitão pirata inglês John Decker foi abandonado por sua própria tripulação em uma ilhota rochosa e deserta outsider com um revólver e uma bala. Seu corpo foi encontrado no mesmo ano por exploradores outsiders, o revólver estava intacto. 

Em 1745, um vulcão submerso ao largo da costa outsider entrou em erupção, mas não atingiu a superfície da água. Em 1754, graves inundações no sul e leste, e em partes do oeste, deixaram cerca de 10 mortos ou desaparecidos.

Em 1814, a ilhota que Decker foi abandonado desapareceu.

Em 1832, a fragata britânica HMS Clio, comandada pelo Capitão John James Onslow, desembarcou em Outside a Place. O comandante informou que a Coroa Britânica retomará as atividades nas ilhas. Em 1834, apesar de abolida a escravatura, reiniciou-se o envio de colonos. 

Em 1837, a Coroa britânica passou a enviar prisioneiros e exilados políticos, em geral figuras proeminentes da ala radical de Londres insatisfeitos com os privilégios da aristocracia. Os exilados rapidamente identificaram-se com as relações igualitárias encontradas nos grupos unidos de Outside a Place. A liberdade de ação e pensamento que se desenvolveram entre os trabalhadores neste local ermo e atacado pelo vento, e a ilimitada devoção pela causa, cuja sobrevivência estava em jogo, era a concretização da revolução que pretendiam no Reino Unido. Um forte sentimento nacionalista e independente percorreu todos os grupos de habitantes outsiders com a chegada dos exilados.

Em 1900, houve três dias de vendavais intensos, durante três dias a população não saiu de casa.

Em 1914, comboios de fugitivos da Primeira Guerra Mundial desembarcaram em Outside a Place, eram tripulados por pessoas de diferentes nações, mas maioria britânica.

Em 1916, formou-se a GARNIA (Great Alliance Revolutionary, Nationalist, Independent and Anarchist) entre descendentes de náufragos, piratas, colonos e exilados de Londres. A GARNIA declarou Outside a Place nação anarquista, portanto independente, rendeu as tropas britânicas nas ilhas e declarou Guerra ao Reino Unido em meio à Primeira Guerra Mundial. Em 1917, a guerra efetivamente começou, Outside a Place dominou a Sargassia e a utilizou como fronte de batalha. Fragilizada pelos efeitos da Primeira Guerra Mundial e duvidosa quanto aos benefícios da apropriação do território outsider, o Reino Unido tratou esta guerra de forma secundária e após 3 anos de confronto armado na Sargassia aceitou a Independência outsider, no entanto, sob várias exigências, aceitas pelos outsiders. Após a Guerra, Outside a Place manteve anexado o território sargassiano.

Em 1921, foram formuladas concepções políticas e econômicas ligadas aos ideais anarquistas em Outside a Place. O anarquismo durou 5 anos até fracassar miseravelmente. Em 1926, em meio à uma grande crise política e econômica, Outside a Place adotou o regime presidencialista. Warren Loxley obteve maioria dos votos nas eleições de 1926 e foi eleito o primeiro presidente do país.

Em 1929, a recessão econômica trouxe imigrantes norte americanos e britânicos à Outside a Place, que não foi afetado pela crise e afigurava-se como um país promissor. Em 1930, comboios de imigrantes caribenhos desembarcaram em Outside a Place em busca de oportunidades mais dignas de trabalho.

Em 1931, em processo de industrialização e dispondo de mão-de-obra, o governo Loxley, em seu segundo mandato, construiu diques, quebra-mares, molhes, esporões, paredões, canais e outras obras de engenharia hidráulica por todo país, a fim de conter o avanço das águas, pois grandes porções do território outsider afundaram ao longo dos séculos e outras mais estavam gradualmente afundando, devido o aumento do nível do mar somado à dificuldade de escoamento das águas das tempestades marítimas e enchentes. 

Em 1940, foi a vez de centenas de comboios de fugitivos da Segunda Guerra Mundial chegar ao país, foi época de estouro populacional nas ilhas.

Em 1945, foi oficializada a cartografia outsider. Em 1946, um plano implantado pelo presidente Orson Dewhurst distribuiu a população pelo país. Em 1950, o arquiteto Louis Hassell desenhou o plano urbanístico das novas comunidades outsiders. Em 1951, iniciou-se a construção da grande malha ferroviária, principal responsável pela ligação das comunidades por todo país.

Em 1956, época de acelerado crescimento, Outside a Place sofreu impacto direto de forte furacão - o pior do país em memória viva. A Presidente Faye Deshawn declarou desastre nacional, 40% da ilha foi devastada.

Em 1957, outro furacão varreu o país causando danos generalizados. Semanas mais tarde, mais um furacão golpeou o norte. Apesar dos desastres, Outside a Place continuou a desenvolver-se.

Em 1968, Outside a Place fixou relações diplomáticas com os países vizinhos do Caribe e América Central. Em 1970, Outside a Place tornou-se membro da Federação das Índias Ocidentais. Em 1974, o ex-Presidente Norman Holzen concorreu ao prêmio nobel de literatura. Em 1977, Orni tornou-se capital de Outside a Place. 

Em 1980, a Sargassia declarou independência e Guerra à Outside a Place. Desde o estouro populacional nos anos 40 o governo outsider temia uma Guerra contra a Sargassia. A entrada na Federação das Índias Ocidentais foi, principalmente, uma busca de apoio e prevenção quando a Guerra eclodisse.

Em 1981, em meio à Guerra da Independência, um vulcão entrou em erupção em Outside a Place, as comunidades de Asquith e Verza foram abandonadas e destruídas pela lava. Em 1982, comunidades do leste outsider foram inundadas após furacão. Outside a Place preocupava-se com remanejamentos internos consequentes dos desastres naturais enquanto a Sargassia atacava. Em 1983, a Sargassia venceu a Guerra. Outside a Place recolheu suas tropas e reconheceu a Independência sargassiana. 

Em 2000, foi criado o primeiro parque eólico do país. Em 2002, Home Reef, Creek of Waterholes, Starcaise Falls e ruínas da civilização Orni foram declarados Patrimônios Universais da Unesco.

Em 2008, Outside a Place tornou-se membro da Confusa e da Cometa. Em 2010, Outside a Place transferiu-se da Cometa para a Feasco.

Em 2011, Outside a Place foi adicionado à lista negra norte americana de países considerados grandes produtores ou que possuem trânsito ilegal de drogas ilícitas, o que fez com que Outside a Place perdesse apoio entre os membros da Federação das Índias Ocidentais.

Em 2012, Albescentlands declarou Independência e Guerra à Outside a Place. A Guerra começou com conflitos armados e principalmente navais. Em 2013, Sargassia, Dalkland e Cucharras declararam apoio a Albescentlands. Em 2014, Outside a Place recuou e concordou com a Independência, embora sob tratado de cooperação muito benéfico ao país, que foi negociado e aceito por Albescentlands.

Em 2014, Albescentlands adotou regime presidencialista e convocará suas primeiras eleições, o presidente eleito substituirá o governo provisório implantado na declaração da Independência.


Futebol

Em 1982, foi fundado o primeiro clube de futebol albescent, Windwards United. Os clubes albescents participavam dos campeonatos outsiders desde 1986, quando Outside a Place fundou sua Confederação e profissionalizou sua Liga.

Em 2012, Albescentlands declarou Independência. Em 2013, fundou sua própria Confederação de futebol, a Albescent Football Association (AFA), que teve adesão unânime dos clubes albescents. Em 2014, a AFA criou sua Liga principal, a Albescent League (AL), cuja primeira edição está por começar nesse ano.


Subdivisões (em construção)

Mapa de Outside a Place e Albescentlands

Outside a Place

Albescentlands

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória